Reserva estratégica

Enviado por admin, seg, 25/01/2010 - 14:29
Seu voto: Nenhum Classificação: 4.5 (2 votos)

Segundo Abraham Lincoln: "A melhor coisa sobre o futuro é que vem um só dia de cada vez." . E é exatamente dessa forma que se constrói o que chamamos de reserva estratégica, lentamente, e um dia de cada vez.

Pensar em finança pessoal sem contar com a reserva estratégica é jogar contra todas as chances.

No filme UP, por exemplo, vemos um exemplo clássico de falta de reserva estratégica. Os dois personagens do filme tem um sonho de realizar uma viagem para América do Sul e até planejam tudo adequadamente. Colocam o dinheiro em um vaso de vidro, o que é questionável como forma de aplicação, mas correto a priori no aspecto de planejamento, ou seja, ao ter um objetivo para o dinheiro (seja uma casa, seja uma viagem, ou qualquer outro plano) deve-se reservar uma parte para esse objetivo. E foi isso que estavam fazendo.

Mas o que falhou então? O imprevisto, o destino. E mais importante, um bom planejamento, pois planejar não é contar apenas com o esperado, mas principalmente com o inesperado, por isso devemos reservar uma parte financeira para o inesperado, o que alguns chamam de destino.

Não se deve esperar uma saúde perfeita, um carro que nunca dá problema, ou uma vida sem eventualidades. É preciso estar preparado.

Assim funciona com as empresas também. Quando do planejamento do ano fiscal a empresa sempre conta com a possibilidade de que um percentual de seus compradores não vão pagar, pois o futuro é incerto, mas podemos minimizar seus impactos negativos.

Quem garante que os assalariados terão o seu pagamento no dia certo, ou que o emprego continuará lá no próximo mês?

Isso é comprovado pelas estatísticas da pesquisa realizada em 2009 pela ACSP (Associação Comercial de São Paulo) em que 42% dos entrevistados afirmaram que ficaram desempregados e que por isso não conseguiram manter as contas em dia. Além disso, outros 12% não sabiam controlar adequadamente seus gastos.

E quanto aos autônomos? Quem pode garantir que terão trabalho no mês seguinte para cobrir suas contas?

Por isso que a criação da reserva estratégica é tão necessária e dizer que não tem condições de constituir uma, ou se não se esforçar para fazê-lo é esperar o golpe do destino.

O valor quem irá definir é você, conforme seus objetivos e a natureza de suas fontes de renda. Precisa-se ponderar que quanto mais você tiver, mais seguro das incertezas financeiras você estará prevenido.

No caso de autônomo ou de desemprego involuntário é recomendável considerar que sua reserva irá custear seu modo de vida, com gastos mensais de determinado valor durante "n" meses - recomendo no mínimo 6 meses para o cálculo. Se gasta mensalmente R$1000,00, você deverá ter pelo menos R$6000,00 para se manter durante 6 meses. Lembrando, claro, dos benefícios que seriam cortados, como vales de transporte/alimentação e plano de saúde, se for o caso.

Além disso, a grande vantagem da reserva estratégica é que ela é sua e pode ser convertida livremente em outro objetivo, sendo ampliada ou reduzida. Mas é essencial que essa  exista e no uso dessa por necessidade sempre reponha o mais breve possível, pois parafraseando Abraham Lincoln diria que "O futuro financeiro vem um só dia de cada vez, os problemas de uma única vez".

Esteja preparado.

Mudança

Ola, gostei muito do site.
Gostaria de saber por que não falou em poupança, mas em reserva estratégica. Não é a mesma coisa?

Caro Carlos, seja bem-vindo

Caro Carlos, seja bem-vindo ao site.
Poupança é um tipo de aplicação. A reserva estratégica é um conceito.
Você pode ter uma reserva estratégica embaixo do travesseiro ou investido na poupança ou outra aplicação.
Abraço
Qualquer coisa só perguntar.